Direito Trabalhista

Confira as mudanças na contribuição ao INSS válidas a partir de fevereiro de 2021

Com informações do Portal G1 

Com o reajuste do teto dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), de R$ 6.101,06 para R$ 6.433,57, as faixas de contribuição dos trabalhadores com carteira assinada, domésticos e trabalhadores avulsos foram atualizadas. A medida, publicada recentemente no Diário Oficial, atualiza a contribuição para 2021 dos empregados com carteira assinada, domésticos e trabalhadores avulsos. 

O reajuste é de 5,45% nas aposentadorias e benefícios do INSS, para quem recebe acima de um salário mínimo. Esse índice de reajuste é definido pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior. Com a mudança, quem ganha menos irá contribuir menos com o INSS. E quem ganha mais contribuirá mais. 

O teto dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) subiu, de R$ 6.101,06 para R$ 6.433,57. No entanto, o novo valor só deverá ser cobrado no mês de fevereiro, pois o reajuste é referente aos salários de janeiro desse ano. 

Vale ressaltar que essas taxas passaram a ser progressivas devido à última Reforma da Previdência e são cobradas apenas sobre a parcela do salário que se enquadrar em cada faixa, fazendo com que o percentual descontado do total dos ganhos seja menor. 

Confira a tabela com as faixas atualizadas: 

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR A ÍNTEGRA DO DOCUMENTO PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *